Tecnologia líder no mercado de telecomunicações

Entenda como funciona a consulta a portabilidade ATI


Economizando com chamadas para celular

O ATI (Automatic Telco Identification) é um sistema responsável por fazer a identificação da operadora do número discado. Através da correta identificação da operadora as centrais telefônicas (PABX) podem escolher a rota de menor custo, selecionando o gateway (geralmente GSM) com menor custo para essa operadora, garantindo uma ligação gratuita ou com uma tarifa muito inferior ao custo de uma ligação encaminhada por outra operadora.

A consulta ao ATI é totalmente baseada em SIP, mesmo protocolo utilizado para efetuar as ligações VOIP, dessa forma temos um grande número de vantagens, afinal não é necessário instalar nenhum software adicional, é possível fazer o gerenciamento das consultas com o seu sistema, da mesma forma que ele gerencia as ligações VOIP atualmente, há a garantia de uma consulta mais ágil (o pacote SIP possui um limite de 500ms de vida), além da fácil configuração da sua central, com a possibilidade de criar uma rota alternativa, caso ocorra algum problema para efetuar a consulta.

Efetuando a consulta ao ATI

Antes de verificarmos seu funcionamento é interessante informar que o ATI foi homologado para centrais PABX baseadas em Asterisk 1.4 ou superiores, além da CIP 850 da Intelbras, gateways Lyric e uTech. Porém há a possibilidade de outras centrais baseadas em SIP (que suportem o 302 redirect) também efetuarem a consulta ao ATI, verifique com seu fornecedor.

O equipamento que realiza as consultas no ATI possui um tronco SIP cadastrado apontando para o servidor ATI, assim todas as chamadas que se deseja consultar são encaminhadas para essa rota. Desta forma quando o usuário disca para um celular – por exemplo – a central telefônica encaminha essa chamada para o ATI, que realiza a consulta em sua base e retorna o numero consultado com o código RN1 da operadora deste numero, a central telefônica trata esse retorno e encaminha pela rota – de menor custo – cadastrada para a operadora retornada pelo ATI.

Observe o fluxo da chamada:

ATI

Na imagem acima podemos observar quatro passos principais para efetuar a chamada:

1 - O usuário disca para o numero (48)9999-9999, essa requisição de chamada é enviada para a central que ele está cadastrado;

2 - Na central esse numero casa com a regra para celulares, que encaminha a chamada para o tronco SIP do ATI;

3 - O ATI recebe esse número (no padrão DDD+numero) realiza a consulta na sua base e retorna um redirect 302 com o numero consultado adicionando o código RN1 (55341 no exemplo) da operadora deste numero;

4 - A central recebe o numero retornado pelo ATI (que casa com outra regra cadastrada), trata o numero recebido e encaminha para a rota de menor custo para essa operadora.

É importante ressaltar alguns outros diferenciais deste serviço de consulta:

Atualização

Possui uma atualização diária (garantimos a atualização a cada 3 dias, para manter um controle de falhas). Devemos considerar que há um período de aproximadamente duas semanas até que o número portado esteja disponível na base da ABR Telecom (órgão responsável pelo controle da portabilidade numérica no Brasil).

Confiabilidade

O sistema está armazenado em Cloud Server no Data Center da Amazon, operando com 99,5% de disponibilidade. Em caso de falha na comunicação via internet, o sistema não irá interferir em sua chamada. Ela será completada, mas sem a garantia de escolha da rota de menor custo (caso esteja configurado uma rota de transbordo no seu PABX).


Categorias: ATI - Automatic Telco Identification, Produtos e Soluções